IPVA pago a mais: O que fazer?

Pagamento do IPVA apenas via boleto bancário. Em alguns estados o documento para pagamento é enviado para as residências, enquanto em outros apenas retirando online. O fato é que ele deve ser pago na íntegra ou a pendência não sai do sistema. Pagando a mais há como solucionar o problema. Saiba mais a seguir. 

Como pagar o IPVA

O Imposto Sobre Propriedade Veicular (IPVA) é um compromisso anual entre proprietários de carros, motos e demais veículos motorizados e o Departamento de Trânsito (Detran). O primeiro trimestre do ano é quando ele começa a ser liberado para pagamento. 

Apesar de cada estado possuir um método próprio do boleto chegar nas mãos do contribuinte ele é enviado sempre no primeiro trimestre por ano. Em algumas cidades já em janeiro começa a emissão. Mas em todas as localidades é só entrar no site do Detran ou se dirigir até uma sede da Secretaria da Fazenda (Sefaz) e solicitar uma segunda via.

As opções de pagamento são parcela única (à vista com Desconto IPVA 2018 de 10%) e à prazo. O pagamento em parcelas não exige diferenciais além do valor final e a quitação constará no sistema desde a primeira parcela. Mas se as demais não forem pagas continua o débito e pode haver multa e apreensão. 

Paguei o IPVA a mais: e agora?

O pagamento do IPVA pode ser realizado em lotéricas ou caixas de banco. Online através do auto atendimento também é possível para quem é correntista de um banco. Não existe como pagar em dinheiro diretamente ao Detran. 

A opção de pagar IPVA online exige digitar o código de barras e com isso o valor pode ser preenchido errado. Os quatro últimos dígitos do boleto correspondem a seu valor e se vierem em branco o cliente digita manualmente. Neste opção pode ser pago IPVA a mais. O boleto danificado também não permite a leitura nos caixas e a digitação manual do operador pode ser necessária, gerando mais um erro. 

Um valor a menos deixa o imposto em aberto. Valor a mais pode ser recuperado diretamente no Detran. Para isso o processo é simples:

  • Dirija-se até uma unidade do Detran com o comprovante de pagamento do IPVA e o boleto;
  • Preencha o formulário referente a estorno de transação financeira;
  • Apresente os documentos e informe no formulário sua conta bancária;
  • O valor pago a mais deve ser estornado em até 90 dia.

Dica: tire xerox do documento porque alguns papéis acabam apagando.

O que acontece com quem não paga o IPVA?

Veículo circulando sem IPVA pago nas ruas é considerado ilegal. Não importa se foi comprado no Brasil ou em outro país e trazido para as terras nacionais. Ele deve ter seus impostos anuais pagos. 

Uma fiscalização de rotina pode apreender se não houver a quitação seja carro, moto, caminhão ou outro meio de transporte de passageiros (com remuneração ou não). Também deve-se pagar o débito ou não se pode circular e ainda há a multa. 

Quanto mais tempo sem pagar mais caros são os juros (diários). Ainda há a multa por atraso a somar no valor. 

FONTE